Sinop em Destaque

Delegado da Polícia Civil comenta sobre morte de suposto chefe de facção criminosa.

O Delegado de Polícia Civil, Daniel Nery, comentou com a imprensa a respeito da operação realizada na manhã desta quinta-feira (08), que resultou na morte de FRANCISCO RODRIGO ASSUNÇÃO vulgo Piauí uma das lideranças do tráfico de drogas em Lucas do Rio Verde. 

De acordo com Nery, desde que iniciou a operação Reclusos, várias ações foram realizadas em pequenas bocas de fumo, e cada nova informação que ia sendo possível alcançar, foi decisiva para compreender o esquema de funcionamento da criminalidade local. “Fizemos uma operação grande para prender as lideranças, só que não existe vácuo de poder na criminalidade. Outros começam a querer assumir essas posições que foram desarticuladas aqui. A gente tem como certo que hoje, depois de cruzamento de informações, que o Piauí era o novo líder na cidade, depois das outras prisões. Então, da nossa parte o objetivo depois da desarticulação das lideranças é ficar de olho em quem assume, pra assim que assumir a gente já cortar o mal pela raiz, identificando e prendendo”, aponta o delegado. 

ENTRE EM CONTATO PELO LINK ABAIXO:

https://api.whatsapp.com/send?phone=5566999652367&text=Ol%C3%A1%20estou%20acessando%20atrav%C3%A9s%20do%20portal%20Sinop%20em%20destaque%2C%20gostaria%20de%20fazer%20um%20pedido%2C%20obrigado%20%20

Ainda segundo informações, o suspeito era corriqueiramente visto no bairro Tessele Júnior, entrava muito na residência dos moradores locais, até mesmo sem autorização, batia nas pessoas que não cumpriam a regra que ele impunha no bairro, sendo assim, muito temido. 

“Nós identificamos a residência onde supostamente ele estaria, (…) com o mandado de busca e apreensão, para fins de efetuar a prisão”, aponta. 

“Um dos suspeitos era o Tiago do Macuco que já é muito conhecido aqui na cidade, ele já tinha mandado de prisão por roubar banco em Rondônia, e outros crimes. Ele estava no quintal, foi abordado, se rendeu, e logo preso. O outro era mais destemido, ele já tem um histórico de enfrentamento contra a polícia, a gente supõe que ele possa estar envolvido em outros homicídios da cidade como mandante. Então, dentro da ideia de intensificar, o objetivo era conter essas ameaças contra o sistema de segurança (…). Ele enfrentou a Polícia com uma arma de fogo, aparentemente calibre 12, e a equipe revidou a altura, ai ele levou a pior e foi socorrido para o hospital, onde eu tive informações preliminares, de que não resistiu, mas ainda não confirmei de acordo com o boletim médico”, conclui. 

Além disso, no local foi localizado uma pistola 40, e uma quantia grande de tabletes de entorpecentes.

Fonte: Carolina Moreira TERRA MT DIGITAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *