Sinop em Destaque

Mesmo com decisão, ex-secretário não paga fiança e continua preso

https://www.instagram.com/?hl=pt-br

https://www.youtube.com/channel/UCqFC1SY20YuA5uY-cov_uvQ

Atuzalizada às 10h – Mesmo com a decisão para sua soltura na noite de sexta-feira (25), o  ex-secretário adjunto de Administração Sistêmica da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira continua preso no Centro de Custódia de Cuiabá. Segundo a defesa dele, até às 10 horas deste sábado (26) ele não havia sido solto porque ainda não havia pago fiança. No entanto, o pagamento deve ser feito ainda hoje.

Atualizada às 9h01 – Preso na noite de quinta-feira (24) pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), por suspeita de receber propina de uma empresa, o ex-secretário adjunto de Administração Sistêmica da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira conseguiu liberdade provisória na noite de sexta-feira (25) com o argumento de ser do grupo de risco para a covid-19 e também por possuir “predicados pessoais favoráveis”.

A decisão é do juiz Jurandir Florêncio de Castilho Júnior, que determinou fiança de 30 salários mínimos, ou seja, R$ 31.350, além de uso de tornozeleira eletrônica e proibição de acesso aos órgãos do Poder Executivo.

Wanderson foi preso após denúncia anônima de recebimento de propina de uma construtora. Com ele foram encontrados R$ 20 mil em dinheiro, sobre os quais foram dadas respostas evasivas sobre a origem. Ele estava na Casa Civil desde 2019, mas foi exonerado após a prisão.

Em sua decisão, o magistrado afirma que não vê elementos que permitam “supor que, em liberdade, o autuado se furtará à aplicação da lei”. E que sobre os possíveis danos ao erário “se faz necessário também a aplicação da medida cautelar de prestação da fiança”.

Fonte: Gazeta Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *