Atentado: Indígenas tem barreira sanitária destruída e aldeia invadida

Um atentado foi registrado contra uma aldeia indígena no Nortão no último dia 24. O Instituto Raoni informou o ocorrido em sua página na rede social Facebook.

“Em meio ao caos imposto pela pandemia da Covid-19, atentados e ameaças a integridade física dos territórios e povos indígenas são episódios frequentes em nosso país.Na noite de 24 de agosto, foi a vez da aldeia Piaraçu sofrer um ataque”, diz a nota.

Dois homens armados, em uma caminhonete Hillux de cor preta, por volta das 19:00hs, destruíram a barreira sanitária construída pelos indígenas para manter o isolamento social dos 2.423 indígenas da etnia Mebengokrê, nesse período de pandemia

“Após destruírem a barreira, foram efetuados 29 disparos e invadiram a terra indígena Capoto/Jarina, seguindo até a aldeia Piaraçu, colocando em risco a vida dos 327 Kayapó que lá vivem. Em seguida, partiram em alta velocidade rumo à cidade de São José do Xingu”, relata o instituto.

Apesar da apreensão da comunidade, ninguém ficou ferido no ataque.As lideranças da aldeia Piaraçu acionaram a polícia, que foi até o local da ocorrência dos fatos. Um Boletim de Ocorrência foi registrado e os suspeitos estão sendo investigados.

De imediato, os indígenas estão mantendo distância da entrada do território para que não sejam surpreendidos por um novo ataque.

“O Instituto Raoni repudia toda e qualquer manifestação de violência, desrespeito e intolerância contra os indígenas e exige uma resposta das autoridades em relação a esse ataque”, finaliza a publicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *